PROJECTOS QREN
PARQUE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO

Código da Operação: NORTE-07-0364-FEDER-000027

Eixo Prioritário: Eixo 1 - Competitividade, Inovação e Conhecimento

Domínios de Intervenção:
“Promoção e desenvolvimento da rede de parques de ciência e tecnologia e de operações integradas de ordenamento e de acolhimento empresarial”
“Apoio à criação e consolidação de ‘clusters’ emergentes e de empresas de base tecnológica em sectores que promovam o interface com as competências e a capacidades regionais em ciência e tecnologia


Designação da Operação: Parque de Ciência e Tecnologia de Trás-os-Montes e Alto Douro


A Autoridade de Gestão do “ON.2 – O Novo Norte” contratualizou a 20 de Julho de 2011, na Câmara Municipal de Vila Real, o contrato de financiamento comunitário que viabilizou a construção do Parque de Ciência e Tecnologia de Trás-os-Montes e Alto Douro (PCTTMAD), vocacionado para promover a inovação e o desenvolvimento tecnológico no tecido empresarial da região.


O “Parque de Ciência e Tecnologia de Trás-os-Montes” é uma iniciativa comum de cinco parceiros estratégicos, a saber: PortusPark, Câmara Municipal de Bragança, Câmara Municipal de Vila Real, Instituto Politécnico de Bragança e Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.


O investimento de 19,3 milhões de Euros, apoiado pelo programa operacional em 15,4 milhões, será concretizado numa estrutura bipolar: o Régia-Douro Park (em Vila Real) e o Brigantia EcoPark (em Bragança), estando ambos os pólos vocacionados para estimular uma aproximação efectiva entre o sistema científico, o tecnológico e o empresarial, aproveitando nesse sentido os recursos disponíveis quer da UTAD quer do Instituto Politécnico de Bragança, bem como do tecido empresarial em áreas económicas prioritárias da região.


Em vista está a especialização do Régia-Douro Park nas áreas agro-alimentar, ciências florestais e ciências veterinárias e do Brigantia EcoPark nas áreas da energia, da eco-construção e do ambiente, partilhando os dois pólos estruturas especializadas em tecnologias da informação e outros serviços gerais. Atendendo à relevância do sector vitivinícola, será também instalado no Régia-Douro Park o Centro de Excelência da Vinha e do Vinho, projecto que aposta na inovação tecnológica e produtiva para o crescimento e internacionalização do sector.