Nos dias 16 e 17 de novembro realizou-se no Nonagon - Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, na cidade de Lagoa, o AZORESTEK - Fronteiras da Inovação.

Esta iniciativa teve como objetivo a criação, na região autónoma dos Açores, de um evento de referência ligado à tecnologia, às empresas, à inovação e ao empreendedorismo.

Nesta primeira edição o AzoresTek contou com 400 participantes e 64 expositores.
Ao longo do evento foram abordados temas como a economia circular, empresas unicórnio, indústrias criativas, financiamento, boas práticas de inovação, entre outras.

A PortusPark no âmbito da operação Going Global, esteve presente com uma área expositiva e também com a participação de dois dos seus Diretores, Professor Emídio Gomes e Eng.º Alexandre Rios que integraram o painel dos oradores do evento.

Da Rede PortusPark estiveram presentes o Régia Douro-Park, o FeiraPark e as empresas Wisecrop, Sharkcoders,  BussolaTechwelf, Farfetch e a Fibrenamics.

Algumas das empresas presentes deram o seu testemunho para a rádio Atlântida:

Testemunho de Tiago Sá da www.wisecrop.com
“Agradeço imenso à Portuspark por esta oportunidade. A presença no evento, alem da visibilidade que permitiu e do networking sempre importante, permitiu-nos fortalecer relações com clientes atuais e criar oportunidades com novos, que deverão trazer proveitos a curto prazo. Nota 20/20!”

A PortusPark no âmbito da operação PortusPark Going Global, participou na TrusTech 2018, que se realizou em Cannes entre os dias 27 e 29 de novembro. Este evento tem como foco principal as tecnologias e aplicações seguras que estão a ser desenvolvidas e implementadas em todo o mundo, bem como tendências emergentes e disruptivas em torno desta temática. Através da presença como expositores, a PortusPark proporcionou às empresas HealthySystems (UPTEC), Art2trading (PCI- Creative Science Park) e Cyber1group (Sanjotec) a possibilidade de apresentarem as soluções neste evento e estabelecerem contactos com possíveis parceiros, investidores e clientes.


O Workshop Produtos e Serviços para os Mercados Internacionais realizado pela PortusPark, no âmbito da operação Going Global, no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, contou com um painel de oradores que de uma forma informal e descontraída testemunharam os seus processos de internacionalização e as tendências dos atuais mercados. Ricardo Figueiredo, Presidente e CEO da Fepsa – Feltros Portugueses SA, empresa líder mundial na produção de feltros de pêlo para chapéus, co-fundador e sócio-gerente da Flymaster Avionics, uma empresa instalada na Sanjotec e líder mundial em sistemas de navegação para parapente e asa-delta e também sócio-gerente da And i Wonder, uma startup inovadora dedicada à venda de calçado de noiva personalizado. João Leite, COO da N-Drive, uma empresa especialista em software de navegação, com mais de 15 anos de experiência. Marcos Castro, CMO no Braver Media Group, um grupo de comunicação empresarial, o primeiro “full-media-service” português. Ricardo Torgal, co-fundador e parceiro do Indico Capital Partners, a principal empresa independente de capital de risco em Portugal que investe em empresas globais de tecnologia.

O workshop foi bastante dinâmico e participativo.



O Workshop Produtos e Serviços para os Mercados Internacionais realizado no Brigantia EcoPark, contou com a participação de duas Startups da Rede PortusPark: a Sharkcoders uma startup que criou a 1ª Rede de escolas portuguesa de programação, jogos e robótica para crianças e adolescentes e a Wisecrop uma Startup que ajuda os agricultores a aumentar a produtividade e cujo o CEO foi eleito pela Forbes um dos 30 melhores talentos europeus com 30 anos ou menos. O evento contou também com a SPI – Sociedade Portuguesa de Inovação, que partilhou a sua vasta experiência no apoio à internacionalização de empresas e com a ACISB e NERBA, entidades locais de apoio ao desenvolvimento empresarial.









O Workshop Produtos e Serviços para os Mercados Internacionais no PCI – Creative Science Park em Aveiro, contou com a participação da MAGNUM CAP, uma empresa de desenvolvimento de equipamentos eletrónicos para gestão, controle e distribuição de energia, com principal enfoque no desenvolvimento de postos de carregamento (carregadores) para veículos, da Grestel, uma empresa do setor cerâmico com mais de 20 anos no mercado, da DAM uma empresa criativa, ligada ao setor do mobiliário e acessórios, onde o design, o artesanato e a história fazem parte do processo de conceção das peças e da Douro Azul, uma empresa do setor turístico e bem reconhecida no mercado nacional. As empresas partilharam o seu processo de internacionalização e apresentaram os desafios futuros. O evento foi um sucesso e o networking no final da ação foi muito produtivo.








O workshop Produtos e Serviços para os Mercados Internacionais realizado na Sanjotec contou com o testemunho de Fernando Rocha, humorista e empreendedor, que explicou como é que o seu projeto Fly Produções, um projeto de stand up comedy pode atrair novos mercados e internacionalizar. O Gustavo Ribeiro, Branding & Marketing Manager da AC Group, uma empresa tecnológica ligada ao setor do controlo de acessos, falou do processo de internacionalização da empresa num setor onde a concorrência é muito forte. A gestluz marcou presença para falar sobre instrumentos financeiros de Internacionalização para as empresas.








O Workshop realizado no IETâmega contou com testemunhos de empreendedores de vários setores de atividade: Hugo Magalhães do Projeto Mercearia Costa, um negócio tradicional que foi recuperado por uma equipa jovem e empreendedora e conseguiu atravessar fronteiras, Hugo Magalhães da Helppier, uma startup tecnológica, com cerca de três anos de vida, que já internacionalizou os seus serviços e o projeto Ayinet, de Victor Ochen, nomeado para Nobel da Paz em 2015 a demonstrar como os projetos sociais também podem internacionalizar. Foi sem dúvida uma sessão interessante e enriquecedora! A gestluz marcou presença para falar sobre instrumentos financeiros de apoio à Internacionalização das empresas. 

Este workshop foi realizado em diversos Parques de Ciência e Tecnologia/Incubadoras da Rede PortusPark durante a operação Going Global. As sessões de capacitação foram asseguradas por oradores/investidores com vasta experiência internacional, permitindo que as empresas pudessem ter acesso a partilha de competências e conhecimento de boas práticas.





No dia 03 de junho de 2017, a PortusPark realizou em S. João da Madeira mais um Workshop International Players. Esta atividade inserida na operação Going Global, teve como objetivo abordar as diversas vertentes sobre a Internacionalização das empresas, as suas vantagens e seus desafios, bem como a partilha de experiências de empreendedores que já passaram por este processo.

Estiveram presentes oradores representantes de grandes empresas como: Gestamp Automoción, Bosch e Yazaki Saltano.

A PortusPark no âmbito da operação PortusPark Going Global, participou na SmartCity em Barcelona, a maior feira da Europa sobre a temática das smartcities. A feira decorreu do dia 13 até ao dia 15 de novembro. Mais uma vez a PortusPark levou consigo um grupo de empresas da Rede PortusPark: Scubic, DreamDomus, Cidius e Pavnext. As empresas tiveram a possibilidade de demonstrar as suas tecnologias, fazer reuniões com potenciais clientes e investidores e também fazer networking. 
A feira contou com várias conferencias a decorrer em simultâneo, muito networking e a Cerimónia "The World Smart Awards 2018," que premiou os melhores nas várias categorias. A feira encerrou com uma Smart Party, onde a presença da PortusPark e de todos os expositores da feira aproveitaram para descontrair.

O Workshop Produtos e Serviços para os Mercados Internacionais realizado na Fábrica de Santo Thyrso, teve a intervenção de três oradores, que partilharam diferentes formas dos seus processos de internacionalização. Este workshop teve a participação de três empresas da Rede PortusPark: a MICE uma spin-off da Universidade do Porto, especializada no desenvolvimento e produção de peças plásticas e compósitos, com foco nas pequenas e médias séries de produção, a Wetrack uma empresa de tecnologia 100% "Made in Portugal" - especialistas em design de hardware, desenvolvimento de software, implementação e gestão de processos e suporte contínuo ao cliente. Contou também com a participação de uma empresa da região do Vale do Ave, a DSC – Domingos Silva e Cunha Lda, uma empresa do setor têxtil que tem como "core bussiness" a prestação de serviços de confeção, mais direcionada para o segmento dos felpos. A sessão terminou com os esclarecimentos sobre os incentivos para a Internacionalização, apresentados pela ÅRØ Consulting, uma empresa incubada na Sanjotec. A ÅRØ Consulting é uma consultora tecnológica especializada em processos de Investigação e Inovação (I&I).

No dia 26 de junho, a PortusPark realizou no Regia Douro Park em Vila Real, mais um workshop inserido no âmbito do Programa PortusPark Going Global.
Esta sessão teve como objetivo abordar as diversas vertentes sobre a internacionalização das empresas, os apoios existentes, as suas vantagens e os seus desafios, bem como a partilha de experiências de empreendedores que já passaram por este processo.
Os oradores Gustavo Monteiro – Aveleda Luis Reis - AICEP Portugal Global Samuel Tapada - Longomai Thomas Egger - Restaurante Tábua D`Aço partilharem o seu conhecimento e experiência sobre a temática da Internacionalização, representando assim uma mais valia para todos os presentes na sessão.
Muito obrigada aos oradores e às empresas que estiveram presentes.
No dia 15 de maio,a PortusPark realizou no Tecmaia - Parque de Ciência e Tecnologia da Maia, o Workshop International Players. Esta atividade insere-se no âmbito do Programa PortusPark Going Global e tem como objetivo abordar as diversas vertentes sobre a Internacionalização das empresas, as suas vantagens e seus desafios, bem como a partilha de experiências de empreendedores que já passaram por este processo.
Estiveram presentes entidades como EFACEC, HCP, Portugal Foods, AICEP e NoniusSoftware.

A arena São Francisco, decorreu em abril e permitiu que as Startups reunissem com investidores, participassem em eventos, visitassem algumas das maiores aceleradoras do mundo, centros de investigação, Hubs de Inovação e ficassem a conhecer o ecossistema de Sillicon Valley, assim como uma perceção de como lançar um negócio nos EUA e atrair capital.
Este evento decorreu em abril, Barcelona e reuniu as melhores startups da Europa. É um evento anual e permite aprender com alguns dos empreendedores europeus mais bem-sucedidos.
A UE-Startups Summit 2018 reuniu mais de 700 fundadores, entusiastas de startups, empresas, BA, VCs, bem como a comunicação social de toda a Europa. O evento de um dia, foi uma ótima oportunidade para as nossas startups fazerem networking, reunirem com investidores e foi também um ponto de encontro para aspirantes a empreendedores e investidores que pretendem construir empresas de tecnologia internacionais.

Este evento decorreu em junho, em Berlim, e é considerado um proeminente evento europeu onde CEOs, executivos e investidores do mundo digital obtêm insights profundos sobre os mais recentes conceitos, fazem contatos com executivos seniores e estabelecem novos relacionamentos comerciais.O NOAH é a plataforma para discutir tendências disruptivas em todos os setores e entender como os outros gerem com sucesso os desafios e beneficiaram de oportunidades emergentes.As nossas startups tiveram a possibilidade de reunir com alguns desses investidores, trocar experiências com outras stratups presentes, aprender novos conceitos, participarem em pitchs. Foi uma experiência bastante enriquecedora, num ambiente que contou com cerca de 3.500 participantes entre executivos, investidores, fornecedores de serviços digitais, uma mistura exclusiva de CEOs de grandes empresas tradicionais europeias, startups de alto nível no palco e com mais de 80 empresas jovens selecionadas no Startup Stage, entre elas a Helppier www.helppier.com que nos acompanhou nesta missão.

Este evento decorreu nos dias 24 e 25 de maio, em Amesterdão. Desde de 2006 que a TNW Conference tem vindo a reunir o ecossistema de agentes tecnológicos que impulsionam a inovação nos negócios. Nos últimos dez anos, a TNW Conference tornou-se um dos eventos mais importantes da Europa para os investidores descobrirem novas startups.Na edição de 2018 foram abordados temas como Blockchain e AI e como estas áreas afetarão diretamente indústrias, profissões e a forma como inovamos.Estiveram presentes na edição deste ano mais de 700 Startups e 15.000 participantes.

A CEBIT decorreu de 11 a 15 de junho e é considerado o maior evento internacional da indústria digital. A sua combinação única de exposições, conferências, palestras, eventos corporativos e lounges, tornam a CEBIT o ambiente ideal para negócios.Contou com espaços diversificados como d!Economia: O principal evento para a transformação digital de clientes empresariais e do setor público. d! tec: Novos modelos de negócios, tecnologias disruptivas, startups inovadoras. d! talk: Programa de conferência e workshop e definição de agenda. d! campus: networking e interação em um ambiente festivo no coração do recinto de feiras.A CEBIT forneceu insights inspiradores sobre a digitalização da economia e da sociedade e contou com mais de 2800 empresas participantes, mais de 600 palestrantes e 370 startups da Europa, África e Ásia, que fizeram de Hannover um ponto de acesso para a digitalização durante cinco dias.A PortusPark também fez parte deste ambiente frenético e inovador, estando presente com um stand e com um conjunto de startups da Rede PortusPark.

A automática 2018, é considerada a maior exposição para automação inteligente e robótica e decorreu entre 19 e 22 de junho em Munique.A automatica representa o mundo industrial e da robótica e permite que as empresas de todos os setores tenham acesso à inovação, conhecimento e tendências, com uma grande representatividade do tecido empresarial.Com a mudança digital continua, a automatica assegura a transparência do mercado e fornece orientação com um objetivo claro: ser capaz de fabricar produtos de alta qualidade com maior eficiência.A automatica reúne os melhores especialistas no campo da robótica e das tecnologias emergentes. Peritos e decisores encontram exatamente a combinação certa de ideias inovadoras e soluções tangíveis no automatica. A PortusPark teve presente na automática com um espaço expositivo e com um grupo de Startups da Rede PortusPark.


A PortusPark encontra-se a dinamizar o programa PortusPark Going Global!

O programa PortusPark Going Global pretende reforçar a notoriedade da Região Norte, atrair investimento e alavancar a promoção internacional das empresas e respetivas exportações.

No âmbito deste programa, uma das atividades previstas são os Workshops Capitalizar para Internacionalizar. O ciclo de Workshops decorreu em vários dos Parques de Ciência e Tecnologia da Rede PortusPark, permitindo assim a envolvência de toda a comunidade da rede neste projecto.

Os workshops “Capitalizar para Internacionalizar” consistem em sessões de capacitação às empresas, para que as mesmas sejam capazes de atrair investimentos privados, saber como abordar um investidor internacional, apresentar a sua empresa, o processo de negociação e a atração de investimentos.As sessões foram asseguradas por oradores/investidores com vasta experiência internacional, permitindo que as empresas pudessem ter acesso a partilha de competências e conhecimento de boas práticasParalelamente aos Workshops Capitalizar para Internacionalizar a PortusPark está a dinamizar também as iniciativas Arenas Internacionais de Investimento e Feiras/ Certames Internacionais, iniciativas que proporcionarão a empresas de Rede PortusPark contactos com investidores na Ásia, nos EUA e na Europa, e também a participação em Feiras e Certames Internacionais.

    

   

    

A PortusPark marcou presença no Websummit 2017 juntamente com cinco empresas da rede PortusPark .As empresas foram seleccionadas através das Investment Arenas, que decorreram no Tecnet 2017, onde as startups tiveram a oportunidade de preparem o Pitch e apresentarem-se a investidores. As vencedoras foram premiadas pela PortusPark, com uma participação no Web Summit 2017, no âmbito da operação - PortusPark Going Global.










Nos dias 12,13 e 14 de outubro realizou-se mais uma edição do Techdays, o maior Fórum Nacional de Tecnologia, que congrega o que de melhor se faz nos centros de I&D nacionais, nas empresas do setor e nas instituições públicas.

O TECHDAYS é um evento dirigido aos diversos interlocutores de desenvolvimento de tecnologia e aos setores de atividade que promovem a criação de respostas inovadoras visando a solução dos seus problemas quotidianos.

A PortusPark no âmbito da operação Portuspark Going Global, marcou presença com um stand e proporcionou que as empresas da rede Portuspark estivessem presentes permitindo assim, que estas interagissem  com os vários sectores presentes no evento e mostrassem as suas tecnologias.

     

        

   

   

A SANJOTEC, em parceria com a PORTUSPARK e a TECPARQUES – Associação Portuguesa de Parques de C&T, e com o apoio institucional do Município de S. João da Madeira, realizou a 3ª Edição do evento TECNET-Business Camp, nos dias 1, 2 e 3 de Junho, em São João da Madeira, que este ano teve abrangência ibérica. É um evento dedicado à tecnologia, às empresas, à inovação e ao empreendedorismo.
As empresas da rede PortusPark tiveram oportunidade de se inscreverem enquanto expositoras no evento e participar nas diferentes áreas temáticas do TECNET, nomeadamente Investment Arenas, onde as startups tiveram a oportunidade de preparem o Pitch e se capacitarem, e posteriormente, apresentarem-se a investidores em painéis para o efeito. Os melhores projetos foram premiados pela PortusPark com uma participação no Web Summit 2017, no âmbito da operação - PortusPark Going Global.